Cultura amalia-a-espantalha-p

Publicado em outubro 24, 2011 | por Jean Romeiro

0

FTD lança “Amália, a espantalha”

Lançamento do livro "Amália, a espantalha"“Boneca menina espantalha, com a missão de espantar tantos pássaros famintos que vinham ao milharal para se alimentar. Por que, então, afugentá-los, se com eles poderia ganhar o mundo, sentir a vida, e descobrir, na natureza e na poesia, a razão maior de ter nascido naquele tempo e lugar?”. Essa é a trama que norteia Amália, a espantalha, de Majori Claro, recém-saída do forno pela Editora FTD.

Amália nasceu das mãos do jardineiro Feliciano – que, com muita ternura, tem todos os cuidados com ela. Por meio deste jardineiro, a autora utiliza a poesia de Fernando Pessoa como forma de mudar a percepção de mundo de quem é envolvido pela boneca.

Amália esbanja ingenuidade. E maravilha-se com tudo, inclusive com os corvos que destroem o milharal. No entanto, ela se espanta com as coisas do mundo, o feio e o bonito, o bem e o mal, pela descoberta da vida. Em cada renascimento Amália aprende a superar fraquezas, a ser criativa. Rica em detalhes, a obra é um romance psicológico. Majori aborda a relação entre pais e filhos e a maturidade com uma visão lúdica, cheia de emoção e com muita aventura.

Ainda sobre relacionamentos, até as conseqüências do bullying a autora pontua. “Escrevi esse livro como se fosse uma lição que a gente faz e refaz para entender tudo bem direitinho. Eu, que sempre fui doente dos pensamentos…percebi que seria mais feliz se experimentasse o mundo a partir dos sentidos. Vivendo e sentindo, sentindo e me espantando. Como faz a nossa espantalha Amália.” Essa frase da autora mostra o tom contagiante de sua obra.

As ilustrações, com ricas tramas e traços, ficaram por conta de Anna Anjos, designer para quem o trabalho e o prazer são indissociáveis. “O processo de construção da personagem flui de modo interessante durante a narrativa. No primeiro momento, Amália mostra-se uma criatura inocente e sem maldade. Já na outra metade, através de seu “renascimento”, a protagonista apresenta-se forte e serena”, diz Anna. “A esperança que jorra do coração de tecido de Amália transcende as etapas inerentes à natureza dos seres vivos – nascer, crescer, amadurecer e morrer.”

Sobre a autora: Majori Claro nasceu na cidade de São Paulo, em 1968. Psicóloga clínica, escritora e ilustradora, é também autora de A conspiração, outro livro infantil, publicado em 2004, e de Memórias de uma Vênus raptada, contos, publicado em 2005. Atualmente, faz mestrado em Literatura e Crítica Literária na PUC-SP e participa de grupos de pesquisa em crítica literária. Coordena cursos e oficinas criativas para crianças e adultos, buscando unir psicologia e arte.

Sobre a ilustradora: Anna Anjos nasceu na cidade de São Paulo em 1985. Desde a infância, teve contato com os materiais de pintura e desenhos de seu pai. Designer gráfica, desde 2008 dedica-se inteiramente à ilustração e à execução de projetos voltados para o público infantojuvenil.

Serviço
Amália a espantalha
Autora: Majori Claro
Ilustrador: Anna Anjos
Páginas: 112
www.ftd.com.br

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Back to Top ↑